Agência Pública anuncia sucursal em Brasília em seu aniversário de 12 anos

Por Ajor mar 15, 2023

A experiente jornalista Giovana Girardi também chega para coordenar a cobertura socioambiental

No dia em que completa 12 anos de história, a Agência Pública, uma das organizações fundadoras da Ajor, anuncia duas grandes novidades: a oficialização de sua sucursal em Brasília, que será chefiada pelo jornalista Thiago Domenici, e também a chegada de Giovana Girardi como coordenadora da editoria socioambiental. 

A partir de abril, o editor, repórter e diretor da Pública, Thiago Domenici, irá chefiar a equipe de Brasília, composta por seis repórteres. Com a nova sucursal, o veículo pretende dinamizar a investigação de temas da política nacional e tratar de temas que ainda passam ao largo da cobertura política tradicional em Brasília, como direitos humanos, desigualdade de gênero e questões socioambientais.

Além de produzir reportagens em campo, agora a Pública marca presença na capital, para seguir de perto as decisões políticas que influenciam a vida das pessoas, e seguir produzindo jornalismo investigativo, aprofundado e em defesa dos direitos humanos. Uma das propostas é acompanhar e cobrar a inclusão prometida pelo governo Lula de novos atores e grupos sociais na política. 

Outra novidade é a chegada da jornalista Giovana Girardi, referência na cobertura da crise climática, que será coordenadora da cobertura socioambiental, um dos principais temas da casa. Giovana é repórter especializada no tema desde 2002, com passagem pelo Estadão, revista Unesp Ciência, Folha de S. Paulo, revista Scientific American e revista Galileu. No ano passado, lançou o Podcast Tempo Quente, produzido pela Rádio Novelo, que investigou as forças políticas e econômicas que ganham com a inação do Brasil em relação ao desmatamento e às mudanças climáticas. 

A cobertura socioambiental vai contar com repórteres baseados em São Paulo e em Brasília, como é o caso de Anna Beatriz Anjos, que cobriu as duas últimas Conferências do Clima da ONU pela Pública. A integração das duas redações será a aposta da agência para garantir uma cobertura investigativa de impacto, com informações exclusivas e de bastidores, além de recortes inovadores sobre os principais temas do noticiário.

A integração entre as equipes ficará a cargo de Bruno Fonseca, que passa a ser chefe de redação da Agência Pública em São Paulo. Bruno está na casa desde 2013 e já passou pelos cargos de repórter multimídia, editor de dados e editor. 

Foto: José Cícero/Agência Pública

outras notícias

veja também