notícias

Agência Pública narra reportagens em áudio com a ajuda da inteligência artificial

por | nov 8, 2023

O veículo é o primeiro do Brasil a adotar a tecnologia com essa finalidade e garante acessibilidade do conteúdo

Organização associada à Ajor, a Agência Pública lançou em seu site a seção “Reportagem para Ouvir”, em que os usuários podem escutar os conteúdos em áudios de 8 a 20 minutos com uma leitura feita por Inteligência artificial (IA).

Toda semana, uma nova Reportagem para Ouvir será publicada, com materiais investigativos e aprofundados. “A ideia do projeto é tornar as nossas investigações mais acessíveis, seja para quem não pode, ou consegue ler os textos, seja para quem prefere ouvir as histórias de uma forma interessante, que não seja robótica, através de uma experiência narrativa”, explica Bruno Fonseca, chefe de redação da Pública. 

Para lançar esse novo recurso, a equipe utiliza o programa ElevenLabs, que elabora áudios a partir de texto com leitura por IA. O processo exigiu a criação de um fluxo de trabalho que permitisse a edição de áudio a partir das reportagens da Pública Também foi necessário lidar com limitações da tecnologia, como o fato de que o ElevenLabs converte partes do texto para o inglês automaticamente. Assim, trechos têm que ser reescritos e o áudio final tem que ser editado por um jornalista, trecho a trecho.  

Outro desafio foi encontrar uma voz real que representasse a identidade da Pública, veículo fundado há 12 anos e liderado por jornalistas mulheres. A voz escolhida foi da jornalista Mariana Simões, que narrou os podcasts “Histórias que Ninguém te Conta” e “Cientistas na Linha de Frente”.

Para Bruno, esse é um modo de valorizar o trabalho de reportagem, das apurações exaustivas e complexas e também de reconhecer as diferentes demandas do público.  

Junto com o lançamento do novo produto, a organização publicou uma Política para Uso de Inteligência Artificial, seguindo outros sites jornalísticos que já adotaram uma no Brasil, como Núcleo e a Agência Tatu, ambas associadas à Ajor.