notícias

Instituto Tornavoz é lançado oficialmente durante o Festival 3i

por | mar 23, 2022

A organização se propõe a garantir a defesa jurídica especializada àqueles que sofrem processos relacionados à liberdade de expressão 

Segundo relatório divulgado nesta terça (22.03) pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), foram mapeados 145 casos de violações à liberdade de imprensa em 2021. Além disso, pela primeira vez em 20 anos o Brasil passou para a chamada “zona vermelha” do Ranking Mundial de Liberdade de Imprensa da Repórteres sem Fronteiras (RSF).

Além dos ataques virtuais e físicos, o assédio judicial passou a ser um ponto de atenção para organizações de proteção e defesa de comunicadores. O número de processos utilizados para intimidar jornalistas e veículos cresce exponencialmente no Brasil.

O Instituto Tornavoz nasce justamente neste contexto, com o objetivo de garantir defesa jurídica especializada àqueles que sofrem ameaças ou processos em razão do exercício da manifestação do pensamento e da expressão e que não têm condições econômicas de arcar com os custos de defesa.

O lançamento oficial da organização será nesta quarta (23.03) durante a mesa “Tornavoz: em defesa da expressão livre”, parte da programação do Festival 3i 2022. O encontro recebe os jornalistas Juca Kfouri e Elvira Lobato e o fotógrafo Alex Silveira para uma conversa com Taís Gasparian, fundadora e Diretora do Tornavoz. 

“Consideramos que será um ano especialmente delicado para o país, razão pela qual estamos lançando o Tornavoz que terá como um de seus objetivos a  proteção da liberdade de expressão na esfera Judicial. Com isso, esperamos também fortalecer a advocacia especializada nessa área, sobretudo nos locais distantes dos grandes centros urbanos, onde a existência de jornalistas e veículos de comunicação é muito necessária”, contou Gasparian à Ajor.

Ela é advogada especialista na área do direito civil relacionado à mídia, à publicidade e à internet e representa, há mais de trinta anos, jornalistas e veículos de comunicação. Juntas a ela na direção do Tornavoz estão a professora Clarissa Gross e as advogadas Mônica Filgueiras Galvão, Laura Tkacz e Charlene Nagae, que assume a Direção Executiva da entidade. 

Serviço:

Instituto Tornavoz: em defesa da expressão livre

Site: https://tornavoz.org/

Facebook: https://www.facebook.com/institutotornavoz

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/instituto-tornavoz/ 

Instagram: https://www.instagram.com/institutotornavoz/